Deputado Barbosinha pede mais policiamento para cidade de Dourados

Sub-título

10/01/2018 17h19 - Por: Assessoria

O deputado estadual Barbosinha (PSB) usou hoje a tribuna, durante sessão ordinária, para criticar a gestão da Polícia Civil na cidade de Dourados e cobrar mais atenção para a segurança pública para aquela região. "Dourados é uma região de fronteira que merece mais atenção. De 110 novos policiais civis nomeados, apenas dois foram para Dourados. É um absurdo a cidade ter mais de 200 mil habitantes e apenas dez delegados de polícia", ressaltou o parlamentar.

Os parlamentares aproveitaram a ocasião para reforçar a atenção que o governo do Estado e, em especial, a Secretaria de Segurança Pública Estadual, devem dispensar aos trabalhos e encaminhamentos feitos pela Assembleia Legislativa. "A Polícia Civil e os gestores num todo, não podem deixar de ouvir essa Casa que tem a responsabilidade de fiscalizar, direcionar e encaminhar os problemas apresentados pela população. Aqui temos deputados que representam Dourados e sabem das necessidades locais", disse o do deputado Cabo Almi (PT).

Para Barbosinha, o que falta também é que a segurança pública do Estado reveja suas estratégias de trabalho, obedecendo ao princípio da proporcionalidade para fazer as remoções e transferências de servidores da categoria. Além disso, ele pediu atenção ao presídio Harry Amorim Costa, de Dourados, que estaria à beira de um colapso. "O presídio tem capacidade para 718 internos, mas está com 2.220. É um caldeirão que pode explodir a qualquer momento".


Segundo o parlamentar, dos 110 novos policiais civis nomeados, apenas dois foram para Dourados. Foto: Wagner Guimarães

webmasterDourados