Nioaque

No ano de 1847 partia uma expedição comandada por Joaquim Francisco Lopes, ousado sertanista, com o objetivo de encontrar uma rota fluvial para ligar Mato Grosso ao Paraná. Após viagem longa e árdua, a expedição colonizadora aportou na região do encontro dos Rios Nioaque e Urumbeva.

Lopes fincou no exato dia 08 de abril, dois cernes de Piúva, onde gravou a era de 1849 as iniciais B e A, em homenagem ao Barão de Antonina que propiciara a expedição, fundando assim a cidade de Nioaque.

Em 1877, foi criado o Distrito de Nioaque, que neste período recebeu a denominação de Levergeira, sendo levado posteriormente à categoria de município no dia 18 de Julho de 1890, desmembrado portanto do município de Miranda e sendo novamente nomiado só que desta vez como Vila de Levergeira.

Com peculiaridades ímpares, Nioaque é uma das mais antigas cidades do então estado do Mato Grosso. Com as duas invasões ocorridas durante a Guerra do Paraguai tornou um dos principais patrimônios culturais do atual Mato Grosso do Sul. A memória popular conta que no município teria hospedado pessoas importantes no cenários da Guerra.

Na praça central, um canhão e um Monumento dos Heróis da Retirada da Laguna, simbolizam toda a história ali protagonizada reverenciando a bravura daqueles que lutaram por este país, eternizando momentos de rincões do próspero município deixando a certeza de que nenhum soldado tombou em vão.



webmasterNioaque